Saiba como aproveitar bem o tempo com seus avós

Casa de vó (ou nonna) é quase mágica, né? Normalmente, ela nos acha muito magros, quase desnutridos. Aí começa o drama: a mesa logo fica abarrota de guloseimas — e amamos todas elas. Bolos, pães de queijo, café, suco de uva, grostoli, mais bolos, mais café, rosquinhas, manteiga, geleias… a lista é enorme e parece não ter fim.

Fora todas essas delícias, a magia continua com mimos e uma porção generosa de carinho e amor. O ambiente aconchegante nos faz tão, mas tão bem que falta vontade de voltar para casa.

Mesmo às vezes morando bem próximos, costumamos não aproveitar bem o tempo na casa de nossos avós. Por isso, a postagem de hoje traz pequenas dicas para usufruirmos ao máximo dessas companhias que amamos tanto.

Passeie com frequência
No dia a dia, você pode visitar lugares próximos que 
ajudam a contar parte da história de vida deles. Por exemplo, visitar a igreja onde casaram, a casinha antiga dos tempos de solteiro e o prédio que abrigava o velho armazém de secos e molhados. Reviver momentos de grande importância faz um bem danado a eles.

Viaje em família
Quando tiver mais tempo, como no fim de semana, passeios históricos e culturais são boas pedidas. Viagens mais longas também caem 
feito uma luva. Visite a cidade natal deles e destinos termais, por exemplo, que, normalmente, agradam crianças, adultos e idosos. Esse intercâmbio de experiências entre diferentes gerações fortalece os laços familiares.

Participe da rotina
Sempre que possível, tire um tempinho para acompanhá-los em suas atividades do dia a dia. Além de se aproximar dos avós, você vai aprender muito sobre as manias, os gostos e as preferências 
do casal.

Cozinhem juntos
culinária é um bom caminho para estreitar laços. Entre um tempero e outro, vocês podem trocar dicas e segredinhos bastante úteis. Fora que as memórias vêm à tona, desde o tipo de alimentação quando eram crianças até como as coisas mudaram de lá para cá.

Compartilhem a mesa
Se não for viável comer todos os dias com seus avós, tente ao menos dividir a mesa com eles regularmente. Às vezes, meia horinha para o café já ajuda a colocar o papo em dia.

Arrume a bagunça
Organizar armários e guarda-roupas rende conversa para horas a fio. Além 
de colocar as coisas no lugar, separar roupas sem uso e renovar as energias do ambiente, vocês descobrirão boas histórias. Objetos, peças e cartas antigas estimulam o pensamentoatenção e raciocínio de seus avós. Leiam juntos, descubra narrativas e um pouco mais sobre a vida deles.

Essas são apenas algumas das várias possibilidades para aproveitar bem o tempo com seus avós. Importante mesmo é conhecer seus gostos e tornar a companhia ainda mais prazerosa, seja com filmes, jogos ou até um chimarrão no capricho.

Se você tem filhos, estimule a relação entre netos e avós: pesquisas já atestam a importância dessa interação para o desenvolvimento dos pequenos. Pense também nas regras aos seus filhos fora de casa. Algumas rotinas devem seguir na companhia dos avós, mas não transforme esse contato em algo rígido e milimetricamente programado. Dê espaço à espontaneidade.

E você, o que costuma fazer com seus avós? Deixe seu comentário em nosso Facebook.

Fontes:
Sempre Família
Reab 

Just Real Moms