Prepare um bom chima

Enquanto o galo canta, acorda a vizinhança devagarzinho, a chaleira já pia no fogão a lenha. Tímido, o dia ainda se esconde atrás do horizonte, e aos poucos os raios de sol invadem a casa velha de madeira. O pasto, coberto de camada fina de gelo, se aquece. É quando o vapor cobre toda a extensão do campo, escondendo casas, animais, árvores…
Não é preciso andar muito para encontrar uma paisagem dessas em nossa região. No começo do dia, no meio da manhã ou da tarde e até mesmo à noite, o chima é o melhor amigo do gaúcho (além do cusco, é claro). E não só no campo, na cidade também. Tem gente até que deixa de tomar café da manhã para iniciar o dia com o bom e velho chimarrão. Há diversas maneiras de preparar, mas a gente separou esta bem bacana. Com erva fina ou grossa, aí vão umas dicas que podem fazer toda a diferença:

VOCÊ VAI PRECISAR
– 1 cuia
– 1 bomba
– Erva-mate Andreazza
– 1 litro de água
– 1 chaleira

COMO FAZER
Coloque a água para esquentar. Enquanto isso, preencha mais ou menos metade da cuia com Erva-mate Andreazza. Com cuidado, use uma de suas mãos para obstruir a “boca” da cuia, inclinando o porongo até quase deixá-lo totalmente na horizontal. Dessa forma, a erva-mate se concentrará num dos lados da cuia. Agora, despeje sobre a lateral da erva um pouco de água em temperatura ambiente, a fim de “firmar” a montanha verde. Antes de introduzir a bomba, tampe seu bocal com um dos polegares. Isso evita seu entupimento. Assim que a água esquentar (ela não pode ferver. O ponto ideal é a 80 ºC ou quando você ouvir aquele chiadinho manso na chaleira), a mateada pode começar.

Se ainda ficou na dúvida de como preparar aquele chima no capricho, dê uma olhadinha neste tutorial em vídeo: http://goo.gl/bZiykE
E você, tem algum outro segredo ou dica? Compartilhe com a gente lá no Facebook 🙂

Comentários fechados.