Inverno e os cuidados que você precisa ter com a saúde

As temperaturas baixam, e a gente logo sofre as consequências: tosse, dor de garganta, febre, espirros sequenciais… Aqui no blog, já conversamos sobre como evitar problemas respiratórios no inverno, mas as complicações para nossa saúde vão muito além disso.

Embora o aparelho respiratório costume ser o mais afetado, todo o organismo fragiliza-se nessa época do ano. Mas por quê? E como evitar? Confira a seguir algumas dicas de cuidados que precisamos ter durante o inverno.

UM PRATO CHEIO PARA AS DOENÇAS

Frio, calor, frio, calor
Antes de qualquer outra coisa, devemos entender todo contexto. O clima seco e frio realça os efeitos da poluição, 
e o contraste térmico reduz as defesas das nossas vias aéreas superiores, causa estresse ao corpo e enfraquece sua resistência. Esse conjunto de aspectos agrava problemas respiratórios, tais como resfriados, dor de ouvido, asma, bronquite, rinite e sinusite.

Aumento de infartos e AVC
Estima-se que durante a estação mais fria do ano infartos e AVC
s (Acidente Vascular Cerebral) crescem 30% e 20% respectivamente. Isso acontece por um fato bem curioso e lógico: quando os termômetros registram temperaturas baixas, os vasos sanguíneos, especialmente os que irrigam a pele, se contraem. Éuma defesa nossa: a reação visa evitar a perda de calor, sobretudo dos órgãos vitais. Assim, o pobre coração se obriga a bombear com mais força o sangue, uma vez que o “caminho” está menor. Esse esforço atrelado a outros fatores, como obesidade, hipertensão e sedentarismo, ajudam a explicar a situação.

DICAS PARA SE PROTEGER

Evite ao máximo a exposição ao frio
Quando tiver de enfrentar as temperaturas cortantes, agasalhe-se bem. Uma dica bacana é colocar roupas mais apertadas por baixo, pois elas não permitem que o calor do seu corpo escape com facilidade. Toucas e luvas também são essenciais.

Ambiente bem ventilado
A gente sabe, não é fácil abrir as janelas com aquele ventinho gelado do lado de fora. Contudo, saiba que 
ambientes fechados tornam-se propícios à proliferação de vírus, ácaros, fungos e mofos. Crianças, idosos e quem tem alergia ou predisposição a problemas respiratórios sentem ainda mais as consequências.
Em regiões que apresentam baixa umidade do ar, nebulizadores, umidificadores e toalhas molhadas pela casa dão uma mãozinha.

Líquido, muito líquido
Dê preferência para água e sucos. Uma dúvida bem comum é a respeito da bebida alcoólica. Ela esquenta ou não? Sim e não. Calma, vamos explicar direitinho. Conforme comentamos ali em cima, os vasos sanguíneos se contraem no frio, certo? Pois, é, a bebida alcoólica dilata eles. Dessa maneira, o sangue corre livre, e temos a falsa impressão de que estamos mais quentinhos. Cuidado apenas para não abusar: o álcool acelera o processo de desidratação do organismo.

Alimentação equilibrada
Aquela regrinha básica do prato bem colorido. Coma muitas frutas, verduras, sopas quentes e diminua a quantidade de frituras. Alimentos ricos em vitamina C também são muito bem-vindos, como a nossa queridinha 
bergamota.

Algumas dessas dicas direcionam-se especificamente ao inverno, mas outras nem tanto. Hábitos saudáveis são importantes durante todo o ano, por isso tire um tempinho do seu dia para refletir sobre alimentação e prática de exercícios físicos, por exemplo.
Gostou de nossas dicas e sugestões? Não esqueça de compartilhar com seus amigos lá no 
Facebook.

Fontes:
G1
Veja
ClicRBS