Bergamota: conheça quais os benefícios dessa fruta

Mais ou menos entre abril e setembro, ela passa a ser a queridinha de qualquer feira. Uns chamam de mexirica; outros, de bergamota. Na verdade, a fruta de casca fina e alaranjada, com sabor e aroma bem característicos, é uma das muitas variedades de tangerina, entre elas a ponkan, também bastante popular por aqui.

Nesta postagem, vamos conhecer um pouquinho mais sobre a bergamota e seus benefícios à saúde. Confira: 

 

ORIGEM
Perfeita para acompanhar aquele chima em dia ensolarado de inverno, a bergamota surgiu bem longe daqui. Originária da Ásia, ela chegou ao Brasil apenas no final do século 19.

BENEFÍCIOS
Cada gomo da bergamota está lotado de vitaminas e nutrientes, além de fibras que garantem o bom funcionamento do organismo.

Aumenta a imunidade
Rica em vitamina C, a bergamota ajuda a elevar a imunidade do nosso organismo. Por isso, geralmente, utilizamos essa belezinha para a prevenção de gripes e resfriados, tão comuns em épocas geladas aqui no estado.

Reduz o envelhecimento celular
Além de prevenir doenças típicas de inverno, o poder antioxidante da vitamina C presente na bergamota auxilia na redução do envelhecimento celular. Na prática, mantém você jovem por mais tempo.

Resistência a infecções
Falando em juventude, a resistência a infecções da vitamina A promove a saúde dos olhos e também da pele. Ou seja, visão mais apurada, e pele mais bonita.

Protege o sistema neurológico
Vitaminas do complexo B, contidas na bergamota, fortalecem os nervos e todo o sistema neurológico do organismo.

 

COMO CONSUMIR
As nutricionistas indicam o consumo preferencial da fruta natural. Dessa maneira, são preservadas todas as propriedades da bergamota. In natura, ela é uma ótima fonte de fibras, ajudando na absorção da glicose e no equilíbrio das funções intestinais.

Coloque ela no seu cardápio, seja como lanche entre as refeições ou sobremesa. Aqui fica uma dica bem importante: a tangerina potencializa a absorção de ferro contido nos alimentos, como o feijão.

A frutinha alaranjada também aparece nas versões suco, geleia, bolos, óleos essenciais e possui grande flexibilidade à gastronomia.

Diabéticos devem tomar cuidado, devido à concentração de frutose (açúcar natural da fruta) nas tangerinas. De maneira geral, indica-se o consumo máximo de duas unidades por dia, o que pode alterar de acordo com cada paciente.

CONSERVAR
Mantenha as bergamotas em local fresco e arejado. A geladeira não costuma retardar seu processo de amadurecimento. Aliás, após madura, conserva-se apta ao consumo por mais ou menos 5 dias.

Aqui no sul, a bergamota já é um clássico, presença garantida na romaria de Nossa Senhora de Caravaggio, por exemplo. E você, como consome a fruta? Compartilhe com a gente em nosso Facebook.

 

Fontes:
ZH Bem-estar
Comidas e Bebidas Uol
ZH Vida