Super Andreazza recebe Richard Rasmussen em Caxias do Sul

Um dos principais nomes da TV brasileira quando o assunto é aventura selvagem, Richard Rasmussen recebe fãs nas lojas Super Andreazza Bela Vista e Kayser na próxima sexta-feira.

O final de semana promete ser agitado para quem não perde um programa sobre curiosidades do mundo animal. Na próxima sexta-feira, 20, o apresentador, economista, biólogo e naturalista Richard Rasmussen marcará presença em dois supermercados da Rede Andreazza: das 9h às 11h no Andreazza Bela Vista (Rua Bortolo Zani, 835) e das 16h30 às 19h no Andreazza Kayser (Av. Bom Pastor, 573).

Durante a visita, os fãs terão a oportunidade de posar para fotografias ao lado do ídolo, conseguir seu autógrafo e bater um papo rápido com Rasmussen. Famoso por sua espontaneidade e irreverência ao se relacionar com os mais diferentes personagens do Reino Animal, Richard vem a Caxias pelas Rações BawWaw, empresa da qual também é garoto-propaganda. Brindes serão distribuídos no dia a clientes que adquirirem produtos da marca para pets.

A atividade é gratuita e seguirá programação normal mesmo em caso de chuva. Para mais informações, visite nosso Facebook.

Quem é Richard Rasmussen?
Profundo conhecedor do meio ambiente e culturas nativas, da fauna, de comportamento animal e especialmente ecologia, Richard Rasmussen tem uma forma espontânea e cativante de cuidar e se relacionar com os bichos.

Na TV aberta, começou a apresentar um programa voltado a crianças na TV Futura – GLOBO em 2005, mas Richard ganhou destaque e visibilidade mesmo quando, no mesmo ano, encabeçou o quadro “Selvagem ao Extremo”, na REDE RECORD DE TELEVISÃO. Em agosto de 2009, assinou contrato com o SBT para apresentar um programa semanal dedicado à natureza selvagem, o “Aventura Selvagem”. Desde 2015, apresenta um programa semanal na TV BANDEIRANTES chamado “Sábado Animal”.

Em 2012, firmou uma parceria de coprodução de uma série de 9 episódios inéditos sobre o Brasil intitulada “Mundo Selvagem com Richard Rasmussen” para a FOX LATIN AMERICA, através do canal NATGEO – NATIONAL GEOGRAPHIC CHANNEL. Hoje, parceiro fixo do canal, já entregou a segunda série sobre extinção da África, distribuída e dublada para toda América Latina pelo canal NATGEO WILD.

A paixão pelos animais começou desde criança. Nascido em São Paulo, em 1970, Richard morou até os 10 anos em uma chácara em São Roque, interior do estado, onde passava grande parte do seu tempo com os animais, tanto domésticos quanto silvestres. “Esse contato foi fundamental para a minha escolha de vida. Lembro-me de comemorar os aniversários dos sapos da chácara, quando eu tinha cinco ou seis anos”, conta Richard.

As viagens com o seu avô materno, um italiano que se encantou com a beleza da natureza do Brasil, também foram fundamentais para alimentar o interesse de Richard pela fauna. O avô levava Richard, com 12 anos, para as suas primeiras aventuras nas matas brasileiras, pelo Pantanal e Amazônia.

Na época de fazer sua escolha profissional, Richard, mesmo querendo optar pela faculdade de biologia, por pressão familiar, começou a estudar economia na USP (Universidade do Estado de São Paulo). Formou-se e trabalhou por dez anos como auditor de empresas. Chegou, inclusive, a fazer um MBA na Toronto University, no Canadá.

Mas Richard não deixou seu sonho para trás. Paralelamente ao exercício da profissão de economista, criou e dirigiu, por nove anos, um grande criadouro conservacionista no Estado de São Paulo, que abrigava diversos animais vindos da polícia ambiental, do comércio ilegal e de resgate de Fauna, onde juntamente com os biólogos e veterinários do projeto, aprendeu na prática o que apresenta nos programas de televisão. Foi então que formou-se em Biologia. Tem como inspiração profissional o famoso apresentador da BBC Sir David Attenborough e como referência o naturalista Charles Darwin.

Hoje, divide seu tempo entre as viagens para produzir seus programas de TV aberta e fechada com os animais que vivem em sua chácara, palestras e parcerias comerciais, projetos de artesanato sustentável, além de apoio a Instituições e Organizações sérias que objetivam a conservação e proteção do nosso planeta sem excluir o fator humano.