A Serra Gaúcha e a culinária

O inverno na Serra Gaúcha é um espetáculo à parte. Os gramados cobertos por geada logo no início da manhã, os morros escondidos pela neblina e a neve que todo mundo aguarda embelezam ainda mais as paisagens, e servem de cenário perfeito para um dos maiores atrativos da região: a culinária.

Tanto para quem é daqui quanto para os que planejam visitar, a enorme variedade dos pratos típicos da Serra conquista todos os gostos e paladares, e dão ainda mais charme ao inverno. Por isso, separamos alguns dos principais pratos, que prometem aquecer o estômago e o coração de quem visita uma das regiões mais frias e belas do Brasil.

Fondue

Esse prato de origem suíça tem até roteiro gastronômico próprio. A fondue tradicional é feita com base de queijo (normalmente gruyère e emmental) e consumida com diversos tipos de pães, batatas e outros legumes. Além desse, os restaurantes oferecem outros sabores, como a fondue de carne e a de camarão, além da fondue doce, onde frutas variadas são mergulhadas em uma deliciosa mistura de chocolate derretido.

As cidades de Gramado e Canela são os principais destinos para quem gosta desse prato, com mais de 50 restaurantes à disposição dos visitantes.

Sopa de agnoline

A sopa é um dos principais pratos do inverno, já que são fáceis de fazer, muito versáteis e são as melhores companhias para os dias frios. E nenhuma sopa é mais típica da Serra Gaúcha do que a de capeletti – ou agnoline, como chamamos aqui na região.

O agnoline é uma massa recheada com frango, que é cozida em um caldo feito de carne, frango ou legumes. Pode ser servida acompanhada de carne lessa, pão caseiro e crem (raiz forte). Quase todos os restaurantes da Serra oferecem a sopa, seja como prato principal ou como entrada, até mesmo em churrascarias e pizzarias. Então não tem desculpa para não provar essa delícia!

Churrasco

Assim como o chimarrão, não tem clima ruim para degustar um bom churrasco. E o prato mais típico dos gaúchos pode ser encontrado em qualquer cidade do estado, com a qualidade que só a gente sabe fazer. As carnes mais pedidas são a costela de boi, a picanha, a carne de ovelha, o galeto e o coração de galinha.

E engana-se quem pensa que vai na churrascaria só pra comer carne. Os restaurantes da Serra costumam oferecer sopa de agnoline, polenta e queijo fritos, pães, massas, feijão mexido, saladas, abacaxi assado no espeto com canela e várias outras delícias.

Café colonial

Prepare-se para uma verdadeira comilança! A Região das Hortênsias, principalmente Gramado, Canela e Nova Petrópolis, oferece inúmeros restaurantes que servem essa refeição, que é destino confirmado dos moradores e visitantes.

O café começa a ser servido com as bebidas, como vinho, café, chá e chocolate quente. Logo chegam os pães, geleias, mel, nata, manteiga e chimias. Tem também toda a variedade de frios, como queijos, salame, morcilha, chucrute; e os salgados quentes (empadas, pasteis, polenta e queijo fritos, croquetes, entre outros). E não para por aí. Ainda tem muitos doces, como cucas, tortas, bolos, pudim, sagu, ambrosia, mousses… Ufa! Deu fome só de ler, né?

Chocolate quente

Não tem bebida com mais cara de inverno do que o chocolate quente. E na Serra Gaúcha, essa delícia fica ainda melhor porque é preparada com os chocolates da Região, que estão entre os melhores do Brasil – e do mundo!

A bebida é feita com chocolate ou cacau em pó dissolvidos no leite ou na água mineral sem gás. Pode ser acompanhado de chantily, canela, creme e diversas outras opções saborosas para esquentar o inverno!

O sabor da Serra em casa

Além de todas essas opções, tem uma bem especial para quem deseja saborear a culinária típica da Serra Gaúcha em casa: o Super Andreazza! Seja para o churrasco, a sopa, a fondue ou o café colonial, todos os dias têm ofertas diferentes em diversas lojas espalhadas pelo estado, que combinam muito com a sua fome e cardápio. Afinal, comer é bom; mas comer bem com muita economia e produtos de qualidade, é melhor ainda!